Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

16 de outubro de 2015

Setor de Recursos Humanos promove palestra sobre câncer de mama e dia da beleza para funcionárias da sede administrativa da OSS HMTJ

No mês da conscientização sobre os riscos do câncer de mama, o setor de Recursos Humanos da OSS HMTJ ofereceu às funcionárias da sede administrativa uma palestra que teve como tema Informação: primeiro passo para detecção do câncer de mama, ministrada pela médica responsável pelo Centro de Imagens do Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart, Tânia Barbalho.

- Independente da idade, sexo ou classe social, todos precisam estar atentos sobre os cuidados para evitar o avanço do câncer de mama, que depende, principalmente, do diagnóstico precoce da doença, que pode ser feito pelo exame de mamografia. Em 2016, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) projeta 50 mil novos casos de câncer de mama no Brasil, que é hoje 2º maior causa de morte entre as mulheres no nosso país – explicou Tânia.

O movimento do Outubro Rosa foi criado nos Estados Unidos na década de 90 e busca estimular a sociedade a refletir sobre o tema, ressaltando a importância do diagnóstico precoce. Ao longo do mês, em todo o mundo, diversas ações são realizadas para promover a conscientização e estimular a busca por informações sobre a doença, sempre lembrando que é essencial que as mulheres mantenham seus exames em dia.

Diagnóstico precoce - O câncer de mama é provavelmente o mais temido pelas mulheres, por conta da sua alta frequência e pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a percepção da sexualidade e da própria imagem pessoal. Estudos científicos revelam que a maioria das mulheres teme uma sentença de morte ao realizar os exames, quando, na verdade, a mamografia auxilia o diagnóstico precoce, aumentando as chances de sucesso do tratamento em 95%. Este tipo de câncer é menos comum antes dos 35 anos, mas a incidência cresce progressivamente a partir dessa idade. O Ministério da Saúde recomenda como principal estratégia de rastreamento populacional a realização de exame de mamografia a cada dois anos para mulheres de 50 a 69 anos.

Para detectar precocemente a doença, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) ampliou a faixa etária para a realização de mamografias em suas unidades próprias, incentivando o exame bienal entre 40 e 49 anos e anualmente depois dos 50 anos; 10 anos a menos da idade sugerida pelo Ministério da Saúde. Para mulheres com histórico familiar de câncer, a recomendação é que esse grupo receba acompanhamento médico e faça mamografia anualmente a partir dos 35 anos.

Como fazer? - Todos os exames na rede estadual de saúde devem ser agendados diretamente pelo município de origem da paciente, a partir de pedido de médico do Sistema Único de Saúde (SUS), em sistema online. A paciente é informada por mensagem de texto da data e local para a realização do exame e, portanto, só precisa comparecer à unidade no dia agendado.

Das nove unidades de saúde geridas pela OSS HMTJ, por meio de contrato com a SES-RJ, duas realizam exames de mamografia. São eles: Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, e Hospital Estadual dos Lagos, em Saquarema.

Dia da Beleza - Outra iniciativa que teve como foco o bem-estar das funcionárias da sede foi o Dia da Beleza, onde a equipe pode contar com curso de automaquiagem, cuidados com a pele, o corpo e as mãos.

Clique aqui e veja o álbum de fotos.

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Upa Norte Betim

UPA Norte Betim