Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

02 de agosto de 2017

Mamaço na Baixada convida mães para abastecer o Banco de Leite do Hospital da Mulher

A Secretaria de Estado de Saúde realizará na próxima quinta-feira (3/8), às 15h, um Mamaço, na Praça Gil, em São João de Meriti. O evento promovido em parceria con a Prefeitura de São João de Meriti contará com a presença de mães amamentando seus bebês, e além de comemorar a Semana Mundial da Amamentação (de 1º a 7 de agosto), a ação também será um alerta para conseguir doadoras para o Banco de Leite do Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart. Atualmente, apenas três mulheres doam leite para a unidade regularmente, um número muito abaixo do ideal. Profissionais da SES também estarão na Praça orientando a população sobre amamentação.

Como o estoque é muito baixo para atender aos bebês internados, o HMulher utiliza em média 600 litros de fórmula (leite em pó) por mês, quando o necessário seria essa mesma quantidade de leite materno mensal. É importante lembrar que a cada litro, até 10 bebês são beneficiados.

- O leite materno é o único alimento indicado a bebês de até seis meses porque oferece todos os nutrientes que o recém-nascido precisa. Além de hidratar, nutrir e sustentar, o leite materno reduz em até 20% a mortalidade dos recém-nascidos. Apesar de muito importante, são poucas as gestantes que sabem dessa possibilidade, por isso, nossa campanha nas maternidade acontece ao longo do ano - explicou o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

Para facilitar a doação e garantir o transporte correto do alimento dos bebês, as doadoras do Banco de Leite do HMulher contam com um serviço de transporte, que vai até a casa delas quando completam o frasco com o leite a ser doado. A mãe envia uma mensagem para a equipe do Banco e agenda a visita para a coleta.

Doar leite é muito simples, toda mulher saudável que amamenta, e não toma medicamentos que interfiram na amamentação, pode ser uma doadora. Não há uma quantidade mínima para ser coletada e ela pode realizar o procedimento quantas vezes quiser em sua fase de amamentação.

- A mulher que queira doar deve comparecer ao Banco de Leite para passar por uma consulta e coletar exames de sangue, em seguida ela é capacitada para fazer a ordenha, que é a retirada e o armazenamento do leite. Esses procedimentos são realizados para garantir a qualidade do leite doado - explica a nutricionista Michele Bertolo, coordenadora do Banco de Leite do HMulher.

Quem pode doar? - Toda mulher saudável que amamenta, e não toma medicamentos que interfiram na amamentação e na doação pode ser uma doadora de leite materno. A coleta é feita no próprio banco de leite da unidade hospitalar - onde há uma equipe multidisciplinar pronta para atender as lactantes - ou mesmo em casa, conforme orientação do hospital. Não há uma quantidade mínima para ser doada e a mulher pode realizar o procedimento quantas vezes quiser em sua fase de amamentação.

Pelo telefone 2651-9675, profissionais do Banco de Leite também orientam mães que tenham dúvidas sobre amamentação e informam sobre a doação de leite materno.

Onde doar?

* Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart - A unidade fica na Av. Automóvel Club, s/nº, Vilar dos Teles, em São João de Meriti e recebe doadoras de leite humano de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. As voluntárias são cadastradas, realizam uma consulta onde o sangue é coletado e são capacitadas para realizar a ordenha em casa também. A unidade disponibiliza o material para armazenagem e busca semanalmente a doação na casa da pessoa. Para mais informações, as interessadas podem entrar em contato pelo telefone 2651-9675.

SERVIÇO

Mamaço pelo Banco de Leite do HMulher

Data: 3/8, quinta-feira, às 15h

Local: Praça Gil, bairro Jardim Meriti, São João de Meriti

 

 

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

UPA JK Contagem