Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

14 de novembro de 2014

Hospital Estadual Albert Schweitzer completa 32 anos como principal emergência da Zona Oeste

O Hospital Estadual Albert Schweitzer (HEAS) completa nesta sexta-feira, dia 14 de novembro, 32 anos, com dados que o colocam como principal emergência de portas abertas da Zona Oeste, região que concentra 750 mil habitantes. Com 497 leitos, o hospital-geral de Realengo oferece atendimento em ortopedia, cirurgia geral, maternidade de alto risco, pediatria e clínica médica. Em 2014, a unidade realizou 89.456 atendimentos na emergência, além de 4.141 cirurgias.

O HEAS dispõe do maior número de leitos de terapia intensiva da rede - são 109, divididos em adultos, pediátricos e neonatais. Como o atendimento ao paciente crítico demanda um cuidado redobrado, que engloba desde a qualidade técnica dos multiprofissionais, até o cumprimento de metas qualitativas, tais como taxa de mortalidade ajustada por escore de gravidade (APACHE ou SNAPPE) e taxa de infecção, a unidade tem conseguido atingir padrões internacionais de assistência. Por mês, em média, 220 pacientes passam pelos leitos de UTI adultos, pediátricos e neonatais da unidade.

- O compromisso social que o Hospital Albert Schweitzer tem com a população é o de aprimorar a qualidade de atendimento aos usuários do SUS, aumentar a oferta de serviços e investir nos profissionais de saúde. Sentimos orgulho em comemorar 32 anos desta unidade, com uma média de 360 atendimentos realizados na emergência por dia, porque sabemos o quanto esta unidade de saúde é importante para os moradores de Realengo e do entorno - explica o diretor do hospital, Dilson Pereira.

O Albert Schweitzer é um dos dois hospitais no estado inserido no programa SOS Emergências, do Ministério da Saúde, que tem como objetivo qualificar e ampliar o acesso em situações de urgência, reduzir o tempo de espera e garantir atendimento ágil e humanizado.

Maternidade - O hospital conta com serviço de maternidade com perfil de atendimento de alta complexidade. E foi lá que nasceu o primeiro bebê da rede estadual em 2014, um menino que veio ao mundo aos 9 minutos do dia 1º de janeiro, de parto normal. Neste ano, o número total de partos chega a 2.367 procedimentos.

Doação de órgãos - Em julho de 2014, o Albert Schweitzer implementou a Comissão Intra-Hospitalar de Doações de Órgãos e Tecidos, que conta com profissionais preparados para realizar contato com o Programa Estadual de Transplantes para organizar o processo de doação e captação. A comissão tem papel fundamental neste fluxo, pois faz a abordagem e entrevista familiar de solicitação e doação de órgãos e tecidos, aumentando as chances de sucesso entre as notificações de possíveis doadores. Até agora, foram realizados 7 doações de órgãos a partir de notificação feita pela equipe do HEAS.

Gestão - Desde abril de 2012, a Secretaria de Estado de Saúde vem reorientando o modelo de gestão e atenção à saúde no Estado do Rio de Janeiro no intuito de melhorar a prestação dos serviços e a satisfação do usuário. A implementação dessa nova forma de administração tem como objetivos reduzir custo, melhorar a gestão e garantir um atendimento de qualidade à população. Em fevereiro de 2013, a Organização Social de Saúde Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (OSS HMTJ), assumiu a gestão dos leitos de UTI do Estadual Albert Schweitzer, passando, a partir de 2014, a gerir toda a unidade, fornecendo todos os recursos humanos e materiais necessários ao adequado funcionamento do hospital, dentro dos parâmetros e diretrizes estabelecidos pela Secretaria.

Clique aqui e veja o álbum de fotos.

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Upa Norte Betim

UPA Norte Betim