Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

02 de julho de 2013

Hospital da Mulher: elogios de pacientes e familiares motivam equipe


- Foi difícil ficar 16 dias internada e ter um parto prematuro, mas o atendimento que recebi da equipe do Hospital da Mulher e o cuidado que os médicos tinham para explicar todo o tratamento pelo qual meu filho passou trouxe confiança e conforto - afirma a dona de casa Tatiane Vianny.

Moradora de Duque de Caxias, Tatiane deu entrada no Hospital da Mulher Heloneida Studart (HMHS), em São João de Mereti, no dia 16 de junho, sentindo dor.  Após passar por avaliação médica e exames, ela foi internada e deu à luz Emanuel no dia 24, com oito meses de gestação. Tatiane foi uma das pacientes que participaram da pesquisa de satisfação da Ouvidoria da unidade e elogiaram o atendimento recebido. A unidade é a primeiro da rede estadual de saúde totalmente especializado no atendimento as gestantes de médio e alto risco e bebês prematuros. Com uma média de 15 mil atendimentos por mês, o HMHS é hoje a principal referência para este tipo de atendimento na Baixada Fluminense.

Entre os serviços diferenciados oferecidos no HMHS está o Centro de Referência para pacientes portadoras de Doença Trofoblástica Gestacional, conhecida como NTG. Ela é normalmente identificada após um período de atraso menstrual, quando a mulher faz exame de gravidez, apresenta sangramento e, após realizar ultrassom, descobre que em vez de estar grávida, ela tem uma mola hidatiforme, que é um tumor que pode se tornar maligno. Pacientes dos 92 municípios do estado são encaminhadas à unidade no intuito de fazer o tratamento.

Outro serviço pioneiro é a realização do oximetria de pulso (teste do coraçãozinho) - exame que detecta doenças cardíacas congênitas em bebês recém-nascidos - que foi implementado no Hospital da Mulher, em agosto de 2012, fazendo da unidade a pioneira na rede pública brasileira na oferta deste exame em todos os bebês nascidos na unidade. O exame leva menos de 5 minutos para ser realizado e detecta problemas no coração do bebê antes de aparecerem os sintomas.

Ouvidoria ampliada - O Hospital da Mulher irá ampliar nos próximos dias os locais dentro da unidade onde pacientes e familiares poderão participar da pesquisa de satisfação. Ao todo, serão distribuídas mais cinco caixas de coleta de opiniões. A equipe da Ouvidoria também ganhará reforça com a chegada de mais um funcionário.

 

 

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Upa Norte Betim

UPA Norte Betim