Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

06 de outubro de 2015

Funcionárias da sede administrativa da OSS HMTJ aderem ao Outubro Rosa

As funcionárias que trabalham na sede administrativa da OSS HMTJ aderiram nesta segunda-feira, dia 5 de outubro, à campanha do Outubro Rosa, que tem como intuito chamar a atenção das mulheres para a luta contra o câncer de mama. O movimento foi criado nos Estados Unidos na década de 90 e busca estimular a sociedade a refletir sobre o tema, ressaltando a importância do diagnóstico precoce. Ao longo do mês, em todo o mundo, diversas ações são realizadas para promover a conscientização e estimular a busca por informações sobre a doença, sempre lembrando que é essencial que as mulheres mantenham seus exames em dia.

A assistente de contratos, Daiana Pereira, de 22 anos, foi uma das funcionárias que participou da ação. Para ela, o mais importante é que seja ampliado o acesso à informação.

- Todas as mulheres sentem um pouco de receio de falar sobre câncer de mama, principalmente, quando tem um caso na família, como aconteceu com a minha tia há alguns anos. Mas acho importante que a empresa se preocupe em passar informações sobre os cuidados com a saúde e a prevenção. Isso é bom não só para nós, mas para quem está a nossa volta – resume.

Como iniciativa da área de Recursos Humanos, para os próximos dias será agendada uma palestra na sede com uma médica que irá falar sobre saúde da mulher. Já nas demais unidades geridas pelo grupo, estão sendo promovidas ações de mobilização das equipes, com adoção do laço rosa, símbolo mundial da campanha, durante todo mês de outubro.

Diagnóstico precoce - O câncer de mama é provavelmente o mais temido pelas mulheres, por conta da sua alta frequência e pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a percepção da sexualidade e da própria imagem pessoal. Estudos científicos revelam que a maioria das mulheres teme uma sentença de morte ao realizar os exames, quando, na verdade, a mamografia auxilia o diagnóstico precoce, aumentando as chances de sucesso do tratamento em 95%. Este tipo de câncer é menos comum antes dos 35 anos, mas a incidência cresce progressivamente a partir dessa idade. O Ministério da Saúde recomenda como principal estratégia de rastreamento populacional a realização de exame de mamografia a cada dois anos para mulheres de 50 a 69 anos.

Para detectar precocemente a doença, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) ampliou a faixa etária para a realização de mamografias em suas unidades próprias, incentivando o exame bienal entre 40 e 49 anos e anualmente depois dos 50 anos; 10 anos a menos da idade sugerida pelo Ministério da Saúde. Para mulheres com histórico familiar de câncer, a recomendação é que esse grupo receba acompanhamento médico e faça mamografia anualmente a partir dos 35 anos.

Como fazer? - Todos os exames na rede estadual de saúde devem ser agendados diretamente pelo município de origem da paciente, a partir de pedido de médico do Sistema Único de Saúde (SUS), em sistema online. A paciente é informada por mensagem de texto da data e local para a realização do exame e, portanto, só precisa comparecer à unidade no dia agendado.

Das nove unidades de saúde geridas pela OSS HMTJ, por meio de contrato com a SES-RJ, duas realizam exames de mamografia. São eles: Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, e Hospital Estadual dos Lagos, em Saquarema.

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Upa Norte Betim

UPA Norte Betim