Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

24 de março de 2016

Enfermarias dos Hospitais Municipais Albert Schweitzer e Rocha Faria são reformadas

A Prefeitura do Rio apresentou, nesta quinta-feira (24/03), as primeiras enfermarias reformadas e climatizadas nos hospitais municipais Albert Schweitzer (HMAS) e Rocha Faria (HMRF), ambos na Zona Oeste. As reformas fazem parte dos planos de ações traçados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para as duas unidades, municipalizadas no início de janeiro. Ao todo, o município aplicará R$ 6,850 milhões nas reformas das enfermarias dos dois hospitais, de um total de R$ 38,640 milhões em investimentos.

As quatro primeiras enfermarias (duas em cada unidade) passaram por revisão das instalações elétricas, reparos no emboço, pintura, reforma geral dos banheiros com troca das louças quebradas, além de receber aparelhos de ar condicionado. As enfermarias reformadas no Albert Schweitzer, em Realengo, são no sétimo andar do prédio (setor de Cirurgia Geral), numa ala que estava desativada, e têm ao todo quatro leitos adultos e dois pediátricos. As do Rocha Faria, em Campo Grande, ficam no setor de Clínica Médica, e têm um total de 12 leitos. A meta é reformar todas as enfermarias dos dois hospitais.

No Hospital Municipal Albert Schweitzer o plano de ações da SMS prevê, em reformas e climatização das enfermarias, investimentos de R$ 5 milhões. Também serão aplicados R$ 5,580 milhões na reforma da Emergência e R$ 9 milhões em novos equipamentos e mobiliário, incluindo um novo tomógrafo, nova central de esterilização, duas camas pré e pós-parto, 200 poltronas de acompanhantes, 200 kits de enfermaria (cama, armário e mesa), cinco mesas cirúrgicas e cinco focos cirúrgicos. Outros R$ 3,9 milhões serão usados na demolição e retirada do entulho do prédio do antigo Hospital Olivério Kraemer, ao lado do Albert Schweitzer. Ao todo, os investimentos na unidade somarão R$ 23,480 milhões.

Já no Hospital Municipal Rocha Faria serão investidos R$ 1,850 milhão para reforma e climatização das enfermarias. O plano de ações para a unidade prevê ainda investimentos totais de R$ 15,160 milhões, sendo R$ 7,310 milhões para a reforma da Emergência e R$ 6 milhões para a aquisição de equipamentos e mobiliários, entre eles novo tomógrafo, três autoclaves, uma lavadora ultrassônica, oito camas pré e pós-parto, cem poltronas e cem kits de enfermaria.

Desde que o município assumiu as unidades, nos dias 7 (HMAS) e 11 de janeiro (HMRF), várias ações de curto prazo já foram realizadas, melhorando o fluxo de entrada dos pacientes e acompanhantes, especialmente na Emergência, e levando resolutividade aos casos. No Rocha Faria, por exemplo, o tomógrafo, que estava com defeito havia três meses, foi consertado e voltou a funcionar. No Albert Schweitzer foi criado o Espaço Família, para acolhimento dos parentes de pacientes internados; e inaugurado um novo refeitório para atender funcionários e acompanhantes, com capacidade ampliada para servir 600 pessoas por refeição (café da manhã, almoço, lanche e jantar).

Com os dois hospitais inseridos na rede municipal, a Secretaria Municipal de Saúde passou a oferecer 4.173 leitos – a maior rede de leitos hospitalares do país – e a ser responsável por quase 100% dos nascimentos em maternidades públicas da cidade (são cerca de 50 mil partos realizados por ano na rede de atenção do município). O investimento da Prefeitura do Rio em saúde passou de 21% de seu orçamento anual para 25%, acima do que determina a legislação. Somente neste ano o gasto previsto para o setor é de mais de R$ 5 bilhões.

Fonte: Ascom/Secretaria Municipal de Saúde

nossas unidades

Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas: Contagem

Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas JK, Contagem