Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

13 de outubro de 2016

Em sua 3º edição, Simpósio Internacional de Terapia Intensiva consolida-se no pela importância dos temas debatidos

O III Simpósio Internacional de Terapia Intensiva (III SITIRIO), realizado entre os dia 7 e 8 de outubro, já é um marco para o estado do Rio de Janeiro pela importância e proporção: é dele o título de maior simpósio dentro desta especialidade realizado no mundo em número de inscritos, considerando os números alcançados no ano passado, que chegou a marca de 2.100 participantes. Para se ter uma ideia, o simpósio realizado anualmente em Bruxelas, que está em sua 36º edição e era, até então, considerado o maior desta área, contou com 1.200 participantes. Já em 2016, o III SITIRIO teve 800 inscritos, que puderam assistir 118 palestrantes. O evento é uma realização da Organização Social de Saúde Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (OSS HMTJ), que tem com um de seus pilares o investimento em educação e pesquisa, e conta com o apoio do Hospital Municipal Albert Schweitzer (HEAS), em Realengo. A unidade dispõe do maior número de leitos de UTI da rede, somando 102, divididos entre leitos adultos, pediátricos e neonatais.

Neste ano, o tema central foi "O Desafio dos Cuidados do Paciente Crítico". Já os temas principais foram: sepse; sedação, neurointensivismo; cardiointensivismo; ventilação mecânica; trauma e cirurgia; nutrição; nefro intensivismo; morte encefálica e potencial doador; metabolismo e humanização. A novidade deste ano ficou por conta da inclusão do simpósio de emergências médicas do Rio de Janeiro. O público-alvo do SITIRIO era médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, odontólogos, farmacêuticos, psicólogos, fonoaudiólogos e estudantes da área de saúde.


O presidente o III SITIRIO, o médico intensivista Sandro Oliveira, falou sobre a importância deste evento para a especialidade:

- Cada vez mais a preocupação com a segurança assistencial é motivo de discussões e elaborações estratégicas para que a troca de informações e o debate entre os profissionais da área viabilizem que a Terapia Intensiva continue avançando e isso traga melhorias no cuidado ao paciente - explicou.


Sandro de Oliveira, que é um dos quatro médicos brasileiros a receber o título de membro honorário e vitalício da Academia Americana de Terapia Intensiva, considerado o principal título internacional nesta área. Sandro é também coordenador da UTI Adulta do Hospital Municipal Albert Schweitzer.

Em 2015, a OSS HMTJ criou o Instituto de Educação e Pesquisa (IEP-HMTJ), para facilitar e estimular a atualização constante de seus colaboradores.
matéria e fotos do III Simpósio Internacional de Terapia Intensiva, realizado esta semana, que contou com um envolvimento especial dos médicos do Hospital Albert Schweitzer por ser a unidade com maior número de leitos de UTI da rede.

Clique aqui e veja o álbum de fotos.

 

nossas unidades

UPA Nova Serrana


Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

UPA JK Contagem