Você está em: Principal → Mídia → Notícias

notícias

08 de setembro de 2016

Arte e cultura nos corredores do Hospital da Mulher

Uma visita inusitada trouxe novas cores para a rotina dos pacientes e acompanhantes do Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, na última sexta-feira (2/9). Pelos corredores, uma maca diferente que, em vez de soro e medicamentos, transportava papel, lápis de cor, giz de cera, canetas coloridas e se transformou em uma estação de trabalho. Na condução do equipamento, um profissional que não é ligado à saúde, mas sim à arte. A intervenção faz parte do projeto "Arte, Mulher e Sociedade", que vai promover uma série de performances na unidade da Baixada Fluminense.

- Percebemos que o hospital é motivo de orgulho para a população do entorno pelo serviço que oferece e também porque é uma instalação bonita. Mas quando percorremos a vizinhança, não percebemos a presença de espaços culturais e a ideia de trazer a arte para dentro da nossa unidade surgiu desta necessidade. - explicou Ana Teresa Derraik, diretora clínica do Hospital da Mulher.

Para o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr, iniciativas como essa são fundamentais para o acolhimento dos pacientes.

- O Hospital da Mulher é uma referência para toda a Baixada Fluminense e quando agregamos iniciativas delicadas e bem planejadas como essa fazemos com que os pacientes e seus familiares se sintam acolhidos. Mais do que atender de forma adequada, estamos oferecendo atenção e carinho para aqueles que são atendidos em nossa unidade.

A estação de trabalho criada pelo artista Hélio Carvalho, que usa uma roupa especial com as cores que representam os diversos profissionais de saúde, chamou a atenção de quem passava pelos corredores. O artista estacionou em vários setores da unidade e convidou acompanhantes para desenhar. Para a família da pequena Camila, de três meses, que passava por um procedimento cirúrgico, a iniciativa ajudou a aliviar a tensão.

- Estávamos todos nervosos, mas quando ele chegou e abriu a maca, percebemos que ela se transformava numa mesa com lápis de cor e outras coisas, fazia muitos anos que eu não desenhava e foi muito bom, ajudou a acalmar - disse Jacques Batista, pai de Camila.

O projeto "Mulher, Arte e Sociedade" tem curadoria dos artistas fluminenses Tania Rivera e Luiz Sérgio de Oliveira e, além da performance de Hélio Carvalho, contará com as intervenções de outros profissionais ligados à arte, como Roberta Barros, Cristina Salgado e Gabriela Mureb.

 

Fonte: SES-RJ

nossas unidades

Hospital de clinicas sul - São José dos Campos

Hospital de Clinicas Sul
São José dos Campos

Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas: Contagem

Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas JK, Contagem